PROJETO PAPA-PILHAS INSTALA MAIS DOIS ECOPONTOS DE COLETA DE BATERIAS DOMÉSTICAS EM ARAGUAÍNA

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Até o final de fevereiro, o Município contará com oito locais para descarte de pilhas e baterias em locais de grande fluxo de pessoas; objetivo é conscientizar sobre o descarte correto do lixo tóxico na cidade

unnamed (17)

A escolha dos locais levou em consideração o grande fluxo de pessoas. Estima-se que 300 pessoas passem pela Secretaria da Fazenda diariamente

O Projeto Papa-Pilhas instalou mais um ecoponto na tarde desta quarta-feira, 7. Desta vez, o local escolhido foi a Secretaria Municipal da Fazenda, que agora também serve como referência de entrega voluntária de baterias domésticas usadas. O primeiro coletor foi colocado em uma loja de eletrodomésticos, na Avenida Cônego João Lima, no Centro. O terceiro posto de recolhimento está previsto para o Shopping Popular, também na região central, e será instalado nesta sexta-feira, 16.

“A escolha dos locais levou em consideração o grande fluxo de pessoas. Nós precisamos conscientizar sobre o descarte correto. É nossa obrigação”, afirmou o diretor municipal de Fiscalização e Licenciamento Ambiental, Orialle Caraciolo. Estima-se que 300 pessoas passem pela secretaria diariamente.

Os três novos pontos se juntam a mais cinco outros locais de coleta de pilhas que já existiam no Município: Faculdade de Ciências do Tocantins (Facit), Laticínio Brasgut, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Clínica Mundo Autista e Supermercado Atacadão. “A ideia é coletar e depositar em um único local. Quando houver bastante material pediremos para que a associação dos produtores faça a logística reversa”, explicou o coordenador municipal de Educação Ambiental, Tibério Dias.

A campanha foi aprovada pela cabeleireira Laura Morais, que disse acumular baterias em uma gaveta. “Eu não sabia que existia esse tipo de trabalho em Araguaína. Quando for passar por aqui novamente, vou aproveitar para trazer as baterias para descartar. Eu acabei juntando por não saber onde jogar”.

O coletor
A confecção do coletor é uma realização da coordenadora da Escola de Artes de Araguaína (Reciclarte), Valérias Elias. Ela espera que que mais empresas acreditem nessa ideia já que o investimento de produção é de R$ 100 por unidade. “O preço é por conta do material gráfico para que o ponto se torne bastante visível. Ele é barato porque seu corpo é uma reutilização de bobinas vazias. Assim, queremos atrair mais parceiros”.

Campanhas de conscientização
O Papa-Pilhas foi idealizado pela Facit, de autoria do professor Rogério Brito, e ampliado pela Prefeitura, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente e da Reciclarte, com apoio do Portal Cenário Rural.

O descarte incorreto desse material causa prejuízos irreversíveis ao meio ambiente, contaminando o solo e o lençol freático. Na composição dessas pilhas, são encontrados metais pesados como cádmio, chumbo, mercúrio. “Nós começamos essa ideia dentro de aula, discutindo como trabalharíamos o meio social e ambiental. E o resultado foi surpreendente”, comentou o professor Rogério Brito.

Pontos de coleta
Secretaria de Fazenda – Rua Ademar Vicente Ferreira, nº 1.555, no Centro
Loja Nosso Lar – Avenida Cônego João Lima, nº 1669, no Centro
Facit – Unidade 1 – Rua D 25, Qd 11, Lt 10 – Setor George Yunes
Laticínio Brasgut – Av. Araguanã, nº 537 – Bairro Jk
Senai – Rua Santa Cruz, nº 1409 – St. Central
Clínica Mundo Autista – Rua José Elias Rosa – Bairro São João
Supermercado Atacadão –  Avenida Amazílio Correa Camargo Neto, nº 140 – Res. Camargo

Flávio Martin
Foto: Marcos Filho Sandes/Ascom

P

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×